terça-feira, 18 de novembro de 2014

We Found Love - Capitulo 2 - The eyes



"Eu preciso ver seu rosto
Eu preciso olhar em seus olhos" 

-------------------------------------------------------

P.O.V (seu nome)

Quando chegamos, terminamos algumas caixas e ajeitamos tudo. 
A primeira noite foi incrível, era o sonho de qualquer garota morar sozinha com sua melhor amiga. 
Depois de um mês, nos decidimos adotar um cão, era um labrador, chamamos de cook porque adorava biscoito, era um macho, quase adulto. Eu colocava comida e água, Naty limpava a sujeira, eu levava pra passar, Naty dava banho (o mais difícil pra ela Haha)

*alguns meses depois

- Natyyy, vamos logo! O Cook ta tão agitado, que vai acabar colocando essa coleira em mim e sair me arrastando. -ouvi alguns risos e então ela desceu.

Ela ia me deixar no parque pra passear com o Cook e iria pagar umas contas. 
Entrei no carro, Cook sempre ficava muito agitada na hora de passear. Ficou fazendo bagunça no carro o caminho todo.
Mal tinhamos descido do carro e já estava no meio do parque, sendo puxada. 
"Garoto mal" eu falava em portugues tentando fazer alguma força pra não ser levada, era sempre assim.
Quando finalmente havia se cansado e parado de correr, Cook avistou uma bull dog com um lacinho rosa, eu realmente tentei agarrar aquela coleira, mas acabei sendo literalmente arrastada pelo meu cachorro. 
Cook estava correndo tanto que acabei esbarrando no dono da cadelinha, caímos no chão e acabei soltando o Cook.

- Oh céus, você esta bem ? -fiquei tão atrapalhada na hora que havia falado em português.

O homem ficou sem entender nada e levantou devagar escondendo o rosto com o boné.

- I'm sorry, you are okay ? -perguntei tentando ajuda-lo a levantar.

Ele ainda meio sem jeito, disse "estou bem", fiquei tentando ver seu rosto. Ele levantou um pouco a cabeça e pude ver seus olhos, eu nunca tinha visto olhos cor-de-mel tão hipnotizantes, o fitei sem nem piscar, acho que ele ficou sem graça, mas percebi que ele também me olhava atentamente. 

- eu estou bem - repetiu ele, enquanto apenas virava e andava ao encontro de sua cadela, pegou-a no colo e simplesmente foi embora.

Eu fiquei olhando pra ele enquanto se perdia na multidão.
Ao chegar em casa mais tarde, me joguei no sofá ainda pensando naquele garoto, com os olhos mais profundos que eu ja vi na vida, eu não o tirava da cabeça, não pensava em outra coisa. 
Eu tinha que ve-lo outra vez. Uma ansiedade tomava conta de mim, eu sentia algo que nunca sentira antes, como uma chama que se acendeu dentro de mim, no meu coração.
Estava tão concentrada em meus pensamentos que nem percebi que Naty já estava em casa, falando comigo e sentando ao meu lado. 

- Hãm ? -disse olhando distraída para ela.
- Tá em outro mundo Haha, acoorda! To falando com você a mais de 10 minutos. 
- Jura?! Nem percebi a hora que você entrou...
- Em que planeta você está? Eu quero minha amiga de volta hahaha.
- E estou perdida naquele olhar, isso sim -pensei.

O resto do dia foi baseado em: assistir filme de terror com a minha melhor amiga! 
É incrível, bem na cena de terror, OPA GANGAM STYLE o celular da Naty tocou, nós gritamos e a pipoca foi parar no chão. Procurei desnorteada pelo controle e então pausei o filme.

-CARALHO QUE SUSTO! NATALY ATENDE LOGO ESSE TELEFONE, ANTES QUE EU MORRA!

Ela correu e o pegou em cima da mesa.

- Alô?... É você?... Estou bem... Ok, ainda hoje!.. Está bem, até mais. -desligou e sorriu para o celular.
- Que cara é essa, quem era?
- Nos precisamos conversar!
- Por favor, não me diga estourou nosso cartão de credito outra vez!
- Não é nada disso, é que... Bom, você sabe que eu jurei não amar mais ninguém desde o Mike, mas... A algumas semanas eu o conheci e foi com certeza amor a primeira vista, e... Estamos namorando!
- Como assim? E VOCÊ NÃO ME CONTOU CABRITA?? VOU SER MADRINHA! 
- Achei que você ia surtar, ou sei lá.
- Estou feliz por ter encontrado o amor novamente -abracei ela- também preciso te contar algo hihihi
- Conta, conta, conta!
- Hoje eu esbarrei em um garoto lá no parque, e ele tinha uns olhos cor de mel, que NOSSA! Me deixaram fora de si. E eu acho que estou apaixonada.
- Meu Deus, Haha por isso estava desligada da vida aquela hora? Eu não acredito, você está apaixonadaaa - ela falou estérica enquanto dava uns gritinhos.
- Boba! O pior é que sem sei o nome dele, ou qualquer coisa sobre ele, só sei que ele tinha o sorriso barra olhos mais lindos do universo!
- Anw ❤ que Lindinha apaixonada. -disse apertando minhas bochechas. 
- Deixa de ser palhaça e vamos voltar a ver o filme. - eu dizia enquanto pegava o controle.

Eu estava mesmo apaixonada? Então essa era a sensação! Eu nunca havia me apaixonado antes, era como se sentir tão viva, mas sem ele me sentia vazia. Eu tinha que ve-lo outra vez. "Nem que eu tenha que ir ao parque todos os dias" pensei.
Mais tarde, Naty perguntou se eu queria conhecer ser namorado, e obviamente, eu disse que sim.
Na mesma noite, nos arrumamos toda, Naty com um vestido preto e eu com um vermelho colado que ia até as coxas, estavamos esperando o tal namorado da Naty, eu estava tão ansiosa. 
Então, ouviamos a campainha, Naty foi correndo atender enquanto eu estava numa busca implacável pela minha bolsinha que combinava com o vestido. 
Pude ouvir Naty conversando com ele, toda apaixonada, vi, tão eu fui me aproximando da porta e Naty dizia "vamos?" quando estava perto o suficiente eu  pude ver seu rosto. 

NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, ISSO NÃO ESTAVA ACONTECENDO!


Continuua?

BEM VINDAS NOVAS LEITORAAS, estou muitíssimo feliz por ter mais leitoras. Obrigada a todas que leram!













Nenhum comentário:

Postar um comentário